Feliz 2013!

>> domingo, 30 de dezembro de 2012

Vista da varanda da Executiva de Panela

Nem uma vidinha
Nem um vidão
Simplesmente uma vida
Plena e intensa
Mas não tensa.
Com alguém para amar
Com um ombro para chorar
Com momentos para brindar
Com grana para gastar
Com amigos para compartilhar.
Simplesmente uma vida
De erros e acertos
Com alguns exageros
De muito entendimento
E pouco arrependimento.
Uma vida larga
Sem margem, cheia de aragem
Para quem embarca
Com a cara e a coragem
Nesta maravilhosa viagem!
 
Autor: desconhecido (mas se souberem me avise que darei os devidos créditos)
 
 
FELIZ 2013, com força e coragem!
 
São os votos da Executiva de Panela.
 
 

Read more...

Farofa-fá!

>> quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Das mesas mais luxuosas até ao clássico franguinho assado, lá está ela: a farofa. Indispensável. Tenha a refeição peru, tender, chester, peixe ou até mesmo um churrasquinho, a farofa é “a” guarnição que reina absoluta. Quem há de negar?

Esta versão é minha receita básica. A quantidade serve bem a 2 pessoas. Você pode torná-la adocicada incrementando-a com uvas passas, ameixa ou abacaxi picados. Ou então enriquece-la com ovos cozidos, miúdos, bacon,... A farofa é tão versátil que se adapta a qualquer paladar. Se for servir peixe, experimente esta receita com 1 banana nanica madura, picada em cubinhos.

Farofa básica da Executiva de Panela

1 xícara de chá de farinha de mandioca crua
½ cenoura ralada (com o ralador mais fino, para ficar tipo uma papa)
100 gr de manteiga com sal
Sal a gosto

Leve ao fogo baixo uma panela com a manteiga. Aguarde a manteiga derreter e despeje a farinha de mandioca. Aumente o fogo para médio. Misture a farinha de mandioca com a manteiga, mexendo sempre, por cerca de 1 minuto. Despeje a cenoura ralada e continue mexendo por cerca de 1 a 2 minutos, até perceber que a farinha e a cenoura incorporaram. E está pronto! Desligue o fogo, tempere com sal a gosto – coloque o sal aos poucos, em pitadas, e vá provando até atingir seu paladar.




Estando em época de restrospectiva, quem se lembra dessa melodia, hein, hein?



x.x.x

Read more...

Sugestão de mesa para Natal ou Réveillon

>> sábado, 15 de dezembro de 2012

Nesta época do ano é muito fácil montar mesas para comemorar as festas, já que as lojas estão repletas de variados enfeites coloridos, brilhantes e bem elaborados! Então, mãos à obra para deixar sua mesa da ceia com seu toque de decoradora!

Montei esta mesa para a 'Passagem do Ano'. Normalmente as cores são ‘prata e branco’ mas optei por branco e dourado para ‘aquecer’ a decoração. Outras combinações bonitas que você pode experimentar são verde e vermelho, verde e dourado ou vários tons de verde. Nesta época do ano belos e variados enfeites são facilmente encontrados! Solte sua imaginação e criatividade!



Minha sala não é grande, por isso não há espaço para um aparador ou buffet. Então deixei na cozinha as travessas com as comidas. Sendo assim, a mesa foi decorada apenas com as taças, pratos, talheres e centro de mesa. Aproveitando o espaço da mesa, dispus taças para vinho, água ou refrigerantes, e também champagne. Quando a virada do ano chegou, todos pegaram seus copos na mesa para brindar.




Utilizei guardanapos de pano, envolvidos em fitas largas, dessas para presente. Na parte de trás, juntei os dois lados da fita com durex, de forma que ficasse mais fácil para retirá-la quando o guardanapo fosse utilizado. As minúsculas bolinhas douradas foram compradas nestas lojas de R$ 1,99. Aqui perto de casa tem uma lojinha assim, muito boa, repleta de bugigangas que em raras ocasiões são bem úteis.



Repare bem no centro da mesa. Ele foi montado sobre uma tampa de pirex! Esta sim foi uma criação de momento! A composição feita de acordo com o que a forma e tamanho do pirex permitiam; e os enfeites dispostos de acordo com o que havia em mãos naquele momento. Utilizei velas douradas, velas brancas, bolas douradas e laranjas -  opacas ou brilhantes - e adornos dourados. Os cones do pinho deram o “toque de natureza” preenchendo espaços vazios do arranjo.



 






Para fazer uma “gracinha” para os convidados, finalizei a decoração com um bombom Ferrero Rocher em cada lugar na mesa. Teve gente que não esperou a sobremesa para saboreá-lo (eu – rs rs rs), e teve gente que aguardou até o cafezinho, para prová-lo junto (gente fina!).




Espero que tenham gostado da sugestão! Quero ver a sua mesa bem bonita e enfeitada! Mande para mim as fotos, ficarei muito feliz!


Beijos e boa semana!
Paula









Read more...

Salada florida

>> sábado, 8 de dezembro de 2012

Apenas algumas folhas de alface crespa, azeitonas pretas (sem caroço, please!) e algumas capuchinhas vermelhas comestíveis. No centro, um ninho de brotinho de alfafa. Nada de muito complicado, coisa de quem quer passar o Verão se refrescando na praia, na piscina, no rio... 

Beijos e um ótimo fim de semana !

Paula



 






Read more...

Dupla comemoração: 39 + 7

>> domingo, 2 de dezembro de 2012


Foi uma dupla comemoração! Aproveitei a proximidade do meu aniversário com o da minha amada sobrinha Olivia e assopramos as velinhas juntas. A ideia foi de última hora, por isso chamei a festa de “instantânea”.






Comecei escolhendo as cores base. Por pura praticidade, permaneci na zona de conforto: rosa e marrom. Já tinha grande parte do material em casa. Por isso não precisei ir às compras das forminhas de papel, dos guardanapos, balões e todo o resto.







Para otimizar mais o tempo curto, encomendei os doces, salgados e bolo. Optei por 2 tipos de docinhos levando em conta as cores base da festa: marrom para o brigadeiro e rosa para o “bicho de pé” .  As balinhas da lembrancinha e os merengues (suspiros rosa) foram comprados em supermercado.

As lembrancinhas eram  potinhos de vidro com confete, enlaçados com fita rosa, e um saquinho de balas-chiclete, fechado com fitas nas cores lilás e rosa.
 

Na louça branca em forma de coraçãozinho dispus balinhas Mentos.
 
Enchi parte dos potinhos de acrílico com Nescau Balls e, para enfeitar, utilizei palitinho de acrílico enlaçado com a lã que uso para bordar tapeçaria.
 
Escolhi 2 tipos de salgado, considerando o que agrada à maioria: coxinha e empadinha de palmito.
 
O Smurf foi o protagonista da mesa. Era o único bichinho de pelúcia que tinha e decidi, “de última hora”, utilizá-lo para dar um aspecto mais descontraído à decoração.
 

Gosto muito de bolo com morango e a Olivia também. Então encomendei bolo recheado com ganache e morango. Pedi para que a cobertura não tivesse enfeites. Sendo assim decorei-o junto com a Olivia com estes confeitos em forma de coração, adquiridos em supermercado.
 
E assim foi nossa festinha de aniversário, ocorrida bem depois da data "real", já que a Olivia havia comemorado de outra forma e eu viajado para o Litoral Norte de SP - pretendo postar as paisagens em breve.
 
Espero que tenham gostado do "improviso"! Gostaria de agradecer especialmente ao Príncipe Encantado que tanto ajudou na logística de ir e vir para buscar as encomendas, enquanto eu enfeitava a mesa.
 
Beijos a todos e um ótimo fim de semana!
Paula

Read more...

Bolo Entreposto de limão

>> domingo, 25 de novembro de 2012

Além da massa pronta de bolo de limão,  o preparo deste bolo também tem gelatina de limão. Ainda que com esta praticidade, ele fica com "gostinho" de bolo caseiro.  É dos meus favoritos, mesmo não sendo fã de doces com limão. De sabor suave, recomendo não dispensar a calda. Na foto, minha sugestão é servi-la à parte. Porém, por ser uma calda firme, ela dá aspecto muito apetitoso ao bolo se despejá-la sobre ele, assim que desenformá-lo.



Bolo Entreposto de limão
Receita obtida do livrinho de bolos da loja Entreposto

Ingredientes
Para a massa
4 ovos
1 copo de iogurte natural
½ copo de óleo (pode usar o copo do iogurte)
½ copo de margarina
1 pacote de gelatina sabor limão
1 pacote de massa pronta para bolo sabor limão

Para a cobertura
1 xícara de café de suco de limão
1 lata de leite condensado


Modo de fazer

Bata no liquidificador os ovos, o iogurte, o óleo, a margarina e a gelatina sabor limão.
Em uma tigela coloque a massa pronta sabor limão, acrescente a massa batida no liquidificador, misturando todos os ingredientes.
Unte uma forma com manteiga e açúcar. (Utilizei a forma com furo no meio). Despeje a  massa.
Leve ao forno médio por aproximadamente 40 minutos. Desenforme e reserve. Misture o leite condensado e o suco de limão e despeje sobre o bolo ainda quente.

~.~.~.~

Gostaria de agradecer pelos carinhosos comentários de felicitação pela passagem do meu aniversário. Li cada um com muita alegria e gratidão. Minha viagem e a organização de uma festinha aqui em casa encurtaram meu tempo nestes últimos dias, por isso não consegui responder às mensagens tão carinhosas. Pouco a pouco, entretanto, colocarei essa ‘falta’ em dia.


Um grande beijo a todos e uma linda semana nessa correria de fim de ano!

Paula

Read more...

Hoje é meu aniversário!

>> sábado, 17 de novembro de 2012


Primeiramente agradeço a Deus pela minha vida, pelas oportunidades de aprendizado e desenvolvimento, e pelas alegrias que Ele me proporciona.

Esta postagem é programada e a foto foi obtida na web. Reflete bem a festa que gostaria de ter com todas as pessoas que tanto estimo - as amigas blogueiras, as(os) amigas(os) desta vida e familiares.

Aproveitei os dois feriados de 15 e 20 de novembro para viajar. Neste exato momento espero estar relaxando na areia morna de uma bela praia, com sol brando e temperatura agradável. Saímos de São Paulo com tempo frio e chuvoso, mas na esperança de que o clima melhoraria no País tropical que se aproxima cada vez mais do Verão!

Este inesquecível ano de 2012 está sendo muito difícil – muito mesmo – para mim e algumas amadas pessoas. Mas, assim é a vida: composta por alegrias e decepções. Conciliar estas duas faces de forma equilibrada é o que nos torna cada vez mais dignos da condição humana e brilhantes na experiência de viver.

Mesmo sem compreender o porquê de certos acontecimentos, minha mensagem é: não desanime!  Vamos juntos assumir a responsabilidade de fazermos o melhor possível em todas as situações de nossa vida. Sempre tendo como meta a verdade, a honestidade e a competência.

Quanto ao triste histórico do passado, que este seja somente utilizado como aprendizado e não como ditador para nosso presente e futuro.

Façamos o bem ao próximo, sem visar lucro ou retorno! Doemo-nos uns aos outros! É incrível a sensação de bem estar por tornar alguém mais feliz e menos carente.

É a graça da “Etiqueta do Viver”!

E ame! Ame muito – pois só através do Amor se opera o milagre. Só através do Amor temos o pressentimento do nosso EU profundo e verdadeiro, que é BOM.


Às queridíssimas amigas blogueiras, aos amigos, aos familiares e aos leitores deste blog, minha profunda gratidão pelo carinho e atenção que têm comigo. A presença de vocês no meu dia-a-dia - seja virtual ou não - faz total diferença.


Um beijo carinhoso!

Paula

Read more...

Sorvete de iogurte com calda de morango

>> domingo, 11 de novembro de 2012

Ainda no tema 'iogurte e frutas vermelhas', aí está sugestão para esta Primavera/Verão em que o calor veio com força total! A quantidade da receita abaixo dá para 1/3 do pote de sorvete. Como aqui em casa o sorvete fez sucesso e acabou rápido, da próxima vez dobrarei as medidas.



Sorvete de iogurte

Ingredientes
4 copos ou 400 gr de iogurte grego integral (usei da Nestlé)
2 colheres de sopa de açucar
3 colheres de sopa de leite em pó integral
1/2 xícara de chá de creme de leite fresco

Modo de preparo
Bata tudo no liquidificador, coloque em um pote de sorvete ou recipiente plástico e leve ao congelador. Após 4 horas, retire do congelador e bata novamente no liquidificador. Volte a mistura ao congelador, deixando gelar de um dia para o outro.

Nota:  Não utilizei emulsificante e a massa estava endurecida ao retirá-la do congelador. Entretanto, com este calor, 5 minutos fora do congelador foram suficientes para a massa alterar-se à cremosa textura de sorvete.



Calda de morango

Ingredientes
2 xícaras de morango
1/4 xícara de chá de açucar refinado

Modo de preparo
Em uma panela, leve os morangos e o açucar ao fogo médio . Com uma colher de pau, amasse os morangos delicadamente, enquanto fervem. Quando os morangos estiverem completamente dissolvidos, está pronta a calda! Espere esfriar, depois leve-a à geladeira. Sirva-a com o sorvete.

 
morangos em fervura
 
 
 
~.~
 
 
Uma ótima e refrescante semana à todos!
 
 
Beijos,
 
Paula
 
 
 
 

Read more...

Parfait de iogurte com frutas vermelhas

>> sábado, 3 de novembro de 2012

O nome é bonito e a sobremesa original é bem diferente da versão acima. Composta de cremes, frutas e até o sumo das frutas, optei por uma versão 'light'. Em um dos dias quentes da Primavera, minha inspiração foi usar a granola tradiconal da Kellogg's, 1 copo de iogurte integral da Nestlé com 10 gotas de adoçante, 1/2 xícara de leite, morangos, framboesas e uva passa. Montei a sobremesa em 2 taças para dar charme no visual. Comecei com uma camada de iogurte, depois granola, frutas vermelhas e leite. Repeti o processo mais uma vez, decorando o topo com as frutas. Fácil e gostosa! O melhor de tudo: saboreada sem culpa!

Beijos !
Paual

Read more...

Limonada cor de rosa

>> domingo, 28 de outubro de 2012

Pense numa fornalha fumegante! É esta a sensação térmica que tivemos aqui em São Paulo neste fim de semana. Para refrigerar os sentidos, abusei desta limonada cor de rosa. Extraída do livro Confeitaria Chic, de Peggy Porschen - renomada confeiteira inglesa - a limonada cor de rosa surpreende pelo sabor 'diferente' que a framboesa confere. Servida com bastante gelo, a limonada refrescou nosso paladar e alegra os corações.


Limonada rosa
do livro Confeitaria Chic de Peggy Porschen

100 ml de suco de limão siciliano (usei o Taiti)
100 gr de açucar refinado
500 ml de água
60   ml de suco de cramberry ou framboesa (use framboesa)
cubos de gelo
rodelas de limão para decorar

Colocar o suco de limão, a água e o açucar em uma panela.
Cozinha-los em fogo baixo, até os cristais de açucar estarem dissolvidos. Isso não leva mais que 1 minuto.
Tirar do fogo e deixar esfriar fora da geladeira.
Estando frio, preparar o suco da framboesa. Assim: amasse aproximadamente 10 framboesas em uma peneira, para separar as sementes da polpa. Adione um pouco de água à polpa até completar 60ml e  pronto.
Coe a limonada antes de adicionar o suco de framboesa nela.

Está pronta a limonada rosa!

Sirva com bastante gelo e decore com rodelas de limão.

~.~

Um grande beijo e tenham uma linda semana!
Paula


Read more...

A milenar arte da cerâmica de alta temperatura e a eterna arte de receber

>> sábado, 20 de outubro de 2012

Foi no ano passado, em visita à casa da Cerâmica Nakatani, que conheci a milenar e belíssima arte da cerâmica de alta temperatura.
Localizada na zona rural de Mogi das Cruzes, a pouco mais de 40 minutos da capital São Paulo, a casa fica literalmente no “meio do mato”.




Há profunda beleza espiritual em todo o contexto da visita, que começa com a chegada à estrada de terra no km 66 de Mogi, e se prolonga no encontro das bifurcações que definem o percurso e nos levam à entrada do terreno onde está o atelier. Uma pequena e estreita ladeira íngreme, repleta de altas árvores por todos os lados, nos leva ao término da viagem e à chegada na Casa da Cerâmica.
 

Tudo é mágico, silencioso e aconchegante. O atelier tem inúmeras criações da família Nakatani. De grandes vasos à miniaturas, de esculturas à utilitários; o encanto está na exclusividade de cada peça, feita manualmente pela família. Do vasto acervo que o atelier contém, cada elemento é uma obra de arte.

 
 
“(...) a confecção de uma peça, dependendo do tamanho, pode levar de dois dias a três meses. Somente o período de preparo da argila dura sete dias, entre mistura dos componentes, imersão na água e secagem até o ponto de manuseio. As peças são submetidas a temperaturas que chegam a 800º, na primeira queima, e a 1.300º, na segunda. Todo o processo é manual.” (Maria Regina Almeida, para Mogi News, em 06/agosto/2008)
 
 



"O fogo, a cinza e a fumaça são influências naturais sobre as peças e que acabam gerando efeitos interessantes e bonitos. A queima com o forno à lenha é sempre uma surpresa. Os ceramistas e aqueles que apreciam arte gostam desta surpresa. A cinza que se deposita sobre o esmalte, por exemplo, cria nuances e dá um efeito diferente", (Maria Regina Almeida, para Mogi News, em 06/agosto/2008)
 
Visualizei no atelier peças marcantes, inesperadas, assimétricas e de cores suaves, proporcionando sensações instigantes. 
 
A cerâmica utilitária incitou minha imaginação na procura de ocasiões especiais para seu uso.
 
Estar no atelier entre tons azuis, cinzas e violetas, e cercada por árvores, terra e canto dos pássaros, me remeteu a um sereno estado de contemplação.

A arte de receber

Outra arte com a qual fiquei encantada na visita à Casa da Cerâmica Nakatani foi uma arte eterna, e na minha opinião, muito difícil de se aprender - a arte de receber!
 
Chamo 'receber bem' de arte porque a receptividade, o carinho e a gentileza são elementos espontâneos e que vem da alma! A arte é saber demonstrá-los com sinceridade e equilibrio - ou seja, na "dose" certa.
 
Foi o que fez nossa anfitriã, Higussa, uma das filhas do casal Nakatani. Com delicadeza e carinho, a Higussa nos recebeu e contou para nós um pouco da história da cerâmica e da família. Também nos mostrou partes do atelier, por exemplo, os fornos onde a cerâmica é queimada e a área de criação das peças.
 
 
“As obras são resultados de um longo e meticuloso processo, que envolve duas queimas. A primeira, feita a 800º, chama-se biscoito e é importante para absorver toda a água da argila. A segunda, feita a 1.280º, é que dá o tom às peças. Para atingir as cores desejadas, a família Nakatani utiliza esmaltes feitos a partir de uma técnica japonesa.” (Barbara Barbosa, para Mogi News, 12/10/2008)

Além de nos introduzir neste maravilhoso universo da cerâmica de alta temperatura, a Higussa serviu chá, com bago de laranja açucarado e nos apresentou à Physalis.
 

 
Desta formidável visita a um canto sereno e agradável de Mogi das Cruzes, trouxe estas peças que dão um toque especial e bonito à decoração do meu lar.
 
 
 
 
Recomendo  à todos que querem sentir a bela integração da arte com a natureza, um passeio à Casa da Cerâmica Nakatani. A beleza do lugar, do atelier e a hospitalidade da família Nakatani fazem do passeio um momento inesquecível e feliz!
 
~.~
 
Beijos a todos e tenham um ótimo final de semana!
 
Paula

Read more...

Hamburguer caseiro

>> sábado, 13 de outubro de 2012


Pessoal, depois que aprendi a fazer este hambúrguer, não tenho mais coragem de comprar pronto no supermercado. O hambúrguer caseiro é tão simples de fazer que qualquer pessoa pode colocar a "mão na massa" sem erro nem culpa. É também tão mais saboroso, que não se pode comparar nem mesmo com as melhores marcas. Além disso, rende bastante e pode congelar! Como sobraram algumas unidades, levei-as ao freezer. Dias depois, os hambúrgueres foram direto do freezer para a frigideira. Mantiveram o sabor e frescor – como se os tivesse feito na hora.

Hamburguer caseiro

1 kg de fraldinha moída (peça para o açougueiro moer 2 ou 3 vezes)
1 cebola média bem picadinha (tem que ser bem picadinha mesmo para não sobressair à carne)
1 dente de alho amassado e bem picado
Noz moscada
Sal
Pimenta do reino

Em uma tigela, misture todos os ingredientes. A noz moscada, sal e pimenta são “a gosto”. Atenção: a noz moscada dá ‘o toque’ na carne - utilizei aproximadamente 1/2 colher de sopa ralada na hora. Após misturar bem os ingredientes, faça bolas com a carne - como almôndegas grandes. Sobre uma tábua, achate as bolas e modele-as para ficarem em formato de hambúrguer. Imprescindível: leve os hambúrgueres à geladeira para descansarem por, no mínimo, 1 hora. Assim, a carne ficará mais firme e incorporada. Depois do descanso na geladeira, estão prontos para fritar! Frite-os em fogo alto, em frigideira já bem aquecida, regada apenas com um fio de óleo.

~.~
 
Beijos e uma boa semana à todos!
 
Paula

 

Read more...

Finger food para um querido amigo de longa data

>> domingo, 7 de outubro de 2012

Esta maravilhosa relação chamada amizade é indescritível para mim. Os anos passam e, de repente, percebo que algumas pessoas permaneceram em minha vida de uma forma muito especial e querida. Tornaram-se amigas.

Meus amigos são muito diferentes uns dos outros em termos de gostos e personalidade, mas todos têm um comportamento em comum: sempre (sempre mesmo) que preciso deles para trocar ideias, desabafar, ou simplesmente descansar a alma; lá estão eles prontos a me ouvir.

Em uma ocasião, passei por um episódio de natureza familiar que me trouxe tanta tristeza e tanta irritação, que comecei a sentir-me fisicamente mau. Naquele exato momento de mau estar, telefonei para minha amada amiga Dina e conversamos longamente. Exploramos o tema a fundo até que, finalmente, ao desligar o telefone, aquela aflição tinha sumido completamente e, em seu lugar, os sentimentos de ânimo e força haviam se instalado.

É realmente muito bom e importante ter amigos: alguém com quem se possa falar sem reservas, rir, desabafar, chorar, brincar... Faça amigos! Cultive amizades! Você se surpreenderá com o bem que esta relação pode fazer!

Aos meus amigos procuro sempre expressar minha gratidão por fazerem parte da minha vida e estarem por perto seja para compartilhar as vitórias, quanto os insucessos.

Inspirada neste sentimento tão bom e construtivo proporcionado por um verdadeiro amigo, preparei esta pequena recepção para celebrar uma amizade de 20 anos!

Conheci este amigo ainda adolescente. Foi através dele que me inseri em um mundo cultural rico, bonito e sério. Como ele fazia parte do circuito ‘alternativo’ de arte, era com ele que frequentava museus, mostras de cinema, mostras de fotografia, festivais de vídeo, concertos... e todos os melhores eventos que aconteciam na cidade de São Paulo. Ele sempre estava ao par do melhor.

Ahhh... Sem contar com os inúmeros momentos divertidíssimos que compartilhamos juntos nesta jornada de 20 anos. Às vezes pego-me rindo sozinha, lembrando de alguns destes momentos.

A alegria em revê-lo, resultou nesta mesa de ‘finger food’, que preparei aqui em casa.



Este petisco se faz assim: 1 rodela grossa de beringela, 1 rodela grossa de abobrinha, almondega pequena. Em uma pangela refoga a beringela com um fio de azeite e um fio de shoyu. Depois repete o mesmo processo para a abobrinha. Reserve. Frite as almondegas - se forem compradas prontas, o ideal é reparti-las para não ficar muito grande. Depois basta montar o petisco. A base é a rodela de beringela, depois abobrinha, depois a almondega. Espete com um palito de dente para firmar. Enfeitei o topo com tomate cererja cortado ao meio.
A massa de mini pizza foi adquirida pronta, em supermercado. Como base utilizei molho de tomate caseiro, ralei queijo parmesão sobre o molho e enfeitei com rodela de azeitona preta, sem caroço.
Nas taças dispus uma salada com base de alface americana, cenoura ralada, batata palha. Cobri com broto de alfafa e enfeitei com uma azeitona verde. Nas panelinhas estava o tempero: azeite, sal, vinagre balsâmico e óregano.
 
Na tigelinha de acrílico amarela, preparei palitinhos com tomate cereja e bolinha de muçarela de bufala. No centro enfeitei com um ramo de manjericão.  Nas colherinhas de desgutação preparei um antepasto à base de pimentão vermelho e amarelo assados com azeite, azeitona preta e queijo prato em cubinho. Após dispostos na colherinha, polvilhei com óregano.
Nos potinhos redondos coloquei um creme de chocolate branco com frutas vermelhas, desta receita aqui.
 
Como o dia estava quente, deixei os sucos dentro da geladeira para mantê-los refrigerados e frescos. De última hora bolei esse "show room" de sucos. Em uma mesinha auxiliar ao lado do sofá, dispus copos coloridos com os sucos que haviam na geladeira, nos sabores de: uva, umbu, laranja e limão. Enfeitei-os para torná-los atraentes. Bastava ele escolher.
show room de sucos
 
 
E o resto da tarde foi de memórias, conversa, descobertas e inserção no mundo cultural.
 
 
Beijos a todos e uma linda semana!
Paula


 

Read more...

Back to TOP